UM SORRISO

UM SORRISO
Acordou sobressaltada! O som baço de algo a bater na cama foi seguido do contacto. «Será um ladrão?» Pensou. Sim era um ladrão de beijos. Nem os carinhos do marido conseguiram suavizar o acordar. A noite tinha sido terrível e não tinha conseguido dormir com o calor. Quando finalmente saiu da cama já o marido estava na cozinha. O humor era de cão. «Bolas, porque é que tenho de ir trabalhar hoje?» Disse ela, falando com a imagem do espelho. Tomar banho e arranjar-se suavizou um pouco o estado de espírito, mas continuava com uma expressão de poucos amigos.
Finalmente dirigiu-se para a cozinha, apresada e com ar carrancudo. «Nem sei bem o que vou comer!» Pensou. Apenas desejava que ninguém se atravessasse no seu caminho, pelo menos até ter tomado o seu café. Mas antes disso ainda tinha de fazer as torradas. «Que saco!» Disse, enquanto abria a porta da cozinha.
O marido estava de pé, frente à máquina do café e, quando ela entrou, virou-se com um sorriso rasgado. «Bom dia meu amor!» Disse ele, apesentado na mão esquerda uma chávena de café fumegante e aromático e na direita um prato com duas torradas. «Queres que coloque manteiga?» Perguntou ele. Ela ficou presa naquele sorriso e subitamente o mau humor desapareceu. Tudo estava bem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s