CARTA DE AMOR – Amor maduro




CARTA DE AMOR – Amor maduro
Aquela noite tórrida do mês de Julho será sempre inesquecível! Foi a noite de todas as sensações. Foi a noite em que os nossos lábios se acariciaram, de forma sôfrega e atrapalhada. Foi a noite em que o teu odor invadiu os meus sentidos. Foi a noite em que os nossos corpos se encontraram e as tuas mãos percorreram o meu, deixando a sua marca em todos os poros. Foi a noite em que, ainda que o não soubesse, me apaixonei por ti!
As outras mulheres tornaram-se irrelevantes. Não conseguia tirar-te do meu pensamento. A incerteza de não saber se para ti tinha sido apenas uma noite de aventura, mortificava-me o espírito. Que sentimento era aquele que me consumia com um fogo lento sem chama? Fui ao teu encontro já à tardinha: tinha sido uma noite longa, demasiado longa! Os teus braços envolveram-me de forma calorosa e o teu corpo colou-se ao meu, enquanto as nossas bocas se entreabriam para que as explorássemos num beijo quente, ardente e molhado. Senti que também tu me desejavas, me querias ao teu lado, também tu me amavas. O meu coração foi tomado por um sentimento infinito. Algo deliciosamente bom que o enchia e o fazia transbordar. Era uma sensação tão poderosa que me fazia flutuar. Eu estava nas nuvens!
Tu passaste a ser o centro da minha vida. O mundo, a família, os amigos, tudo isso era bom, estava lá, mas era secundário. E a vida a dois passou a ser o nosso projeto. Passaram-se dias, meses e anos. O turbilhão da paixão deu lugar à tranquilidade do amor. Um amor que eu sentia crescer dentro de mim todos os dias!
O tempo brindou-me com cabelos brancos e algumas rugas. Foi-se o viço da juventude, mas o meu coração continuou a amar-te com a mesma intensidade. Acentuaram-se os defeitos ou apenas se alterou a perspetiva como olhamos para eles. Deu-se enfase às qualidades, numa pesagem entre o bom e o mau. Nem sempre foi fácil, mas a verdade, o respeito, o companheirismo e sobretudo o amor, venceram sempre todos os obstáculos. Aprendi que não tenho de gostar de tudo em ti e me basta gostar de ti, com tudo aquilo que te carateriza. Com isso o meu amor cresceu ainda mais, tornando-se sólido, indestrutível! A verdade é que não consigo imaginar a minha vida sem ti. Não tenho a veleidade de te conhecer de forma completa, talvez isso nunca venha a acontecer. Mas bastam-me uma palavra, um gesto ou uma expressão para perceber o que te vai na alma. Essa cumplicidade que nos une, o companheirismo com que vivemos cada dia e o amor que damos um ao outro, cimentam uma relação que continuarei a alimentar para que cresça até ao fim das nossas vidas.
Tu és o farol que me aponta o caminho, o sol que ilumina o meu dia. Não sei dizer-te o que seria capaz de fazer por ti, mas sei dizer que não seria capaz de viver sem ti.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s