Resposta a Carta de amor envergonhado

Resposta ao Amor envergonhado


Recebi a tua carta pela mão da tua irmã. A situação pareceu-me estranha, tanto mais que tinha estado contigo durante a manhã e iríamos estar juntos, novamente, no dia a seguinte à tarde. A indicação era de que deveria entregar-lhe a resposta até ao fim da manhã do dia seguinte. Sem hesitar, isolei-me e li a carta com avidez. Nesse momento senti-me o homem mais feliz do mundo. A mensagem tinha chegado a mim graças à tua irmã, mas o sentimento que ela descrevia era teu e isso significava o mundo para mim. O estado de euforia em que fiquei era de tal forma intenso, que não consegui ir ao treino. Fui para casa, pensar numa resposta à tua altura, mas, na verdade, apenas queria estar contigo. Tive que me conter para não te telefonar e só o facto da tua irmã ter pedido que o não fizesse, é que evitou o contacto.
Li a carta dezenas de vezes. Nessa altura entendi muitas das tuas reações, que eu pensava serem de rejeição, quando apenas resultavam dessa timidez que eu desconhecia. Nunca imaginei que sendo tu uma pessoa tão desinibida, quando se trata de falar nas aulas ou de discutir comigo algum assunto da escola, pudesses ser tão tímida quando se trata de sentimentos. Reparei em ti no primeiro dia de aulas. Quando lancei à olhar em redor nenhuma das nossas colegas me interessou, por mais espampanantes que se apresentassem. Foi o teu ar tímido que me cativou. Depois, pouco a pouco, fui-te conhecendo e não demorou muito para estar rendido aos teus encantos. Por mais que tentes não consegues esconder os teus olhos verdes, que, em conjunto com os cabelos pretos que emolduram o teu rosto, te dão uma beleza única. O teu sorriso é como o sol quente de inverno, que aquece sem nos incomodar com o seu calor. Quando chocaste comigo, na academia de ballet, pude apreciar como o teu corpo era perfeito. Não existe nenhuma razão para o esconderes, mas aquilo que verdadeiramente me encanta em ti, é a tua inteligência e argúcia. O teu interesse, vivo e genuíno, pelas coisas e pelas pessoas. O ardor com que defendes as tuas causas. A forma justa e rigorosa com que defendes ou julgas os outros. O facto de seres uma mulher bonita e elegante é algo que me agrada, não nego, mas a verdade é que muito antes de saber disso já te amava.
Li os teus sonhos e senti-me viajar neles de mão dada contigo. Experimentei os sentimentos que descreves com uma intensidade apenas possível numa vivência real. Sinto-me o homem mais feliz do mundo, pois amar é uma felicidade, mas ser correspondido nesse amor é como viver no paraíso. Não quero que tenhas receio de me amar. O meu amor por ti é tão intenso e profundo que preferia morrer e fazer-te infeliz. Aceita partilhar comigo esse amor que habita no teu peito, sem reservas e eu prometo que farei de ti a mulher mais feliz do mundo.
Tu és a única mulher que faz o meu coração vibrar. É a teu lado que eu me sinto feliz e é o teu sorriso que alegra o meu dia. O teu bom dia dado num tom jovial, muito próprio, é como música para os meus ouvidos. Sonho com ele e os dias em que não o ouço parecem-cinzentos e enfadonhos. Amanhã, quando nos encontrarmos, já deverás ter lido esta carta. Por isso te deixo um pedido: Vamos amar-nos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s