SER

Ser

Ser, apenas ser…

Refugiado nessa essência.

Ser, sem ter de fazer,

Ou experienciar outra vivência.

Viver tudo como num sonho,

Numa sentida comunhão.

Ter o aconchego de um estranho,

Sem ter de mexer a mão,

Apenas ser, como se bastasse:

Um coração cheio de sentimento.

Que o corpo alimentasse,

Sem necessidade de outro provento!

Ser, como se o ser fosse perfeito…

Isento de aflição ou maleita,

Livre de pecado ou defeito,

Executado a partir de uma receita!

Estar presente, mesmo na ausência.

Dar-se, sem praticar caridade.

Ser tudo, sem perder a paciência.

Ser o impossível, sem insanidade!

Sonhar com tudo, sem nada querer,

Dando muito mais do que aprendo.

Uma vontade imensa de apenas ser,

Para servir outrem, por si vivendo.

Ser com um sentir verdadeiro.

Sentir a paixão e a vida exaltar!

Chegar, querendo ser o primeiro,

E num último suspiro a vida exalar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s